Sérge Raynaud de la Ferrière nasceu na França (1916-1962).
Cientista, filósofo e místico de conceitos universais. Inicia seus estudos espirituais com a idade de 20 anos, através do Yoga, o qual vivencia e realiza até o final de seus dias.
Na Índia participou em Hardwar, em 30 de abril de 1950, do Kumbha Mela, onde foi agraciado com o título de Mahatma Chandra Bala Guruji pelo Sri Swami Guruji Yogaswami de Jaffna, e Swami Navaratman de Vannarpunai.
Em 1948 viajou para a América, onde fundou a Grande Fraternidade Universal e a Missão da Ordem de Aquarius.

"La vie n´a join de rive
l´homme n´a join de port
elle coule et nous passant."

"A vida não tem fim
o homem não encontra um porto
ela flui e nós passamos
."

O discípulo, sem o Mestre, nada é, porque o Mestre é para ele:
O Caminho, é a Verdade, e lhe insuflou vida tirando-o do mundo da ignorância para conduzi-lo ao da Virtude. Encontrar-se com o Mestre é voltar a nascer, e assim como o nascimento à vida física começou com uma inspiração, assim também, ao nascer à vida espiritual existe uma inalação, uma expansão de todo nosso ser, contraído pela pressão de um mundo que oprimia nossa alma desorientada; caminhar junto ao Mestre é a expiração, o relax, o descanso do coração que enfim encontrou o objetivo de sua longa busca. Expirar significa também morrer, e ao encontrar o Mestre, morremos para um plano de consciência inferior para dar vida a este novo homem que faz sua a frase bíblica: "Que possa desaparecer em mim tudo o que pertence à morte, para renascer ao mundo da Vida Eterna".
Maestro Juan Victor Mejias
Voltar
Nesta instituição tive as minhas primeiras instruções sobre: yoga, naturismo, estudo de religiões comparadas, astrologia, shiatzu, do-in, biodança, ecologia. Fundamos a Cooperativa Coolméia, ajudamos na construção do Ashram, vivenciei Sat Sanga. Tive nesta instituição, a oportunidade de conhecer pela primeira vez, um verdadeiro mestre de sabedoria e todo o seu alcance, este foi o Maestro Juan Victor Mejias, discípulo de Mahatma Chandra Bala.